Page 4 - index
P. 4

índice

                                                                Viva o Rio Pardo Vivo

A polêmica, contradições e                                                                                       ciais. Respeitamos a pluralidade de opiniões e
legalidade das tatuagens                                                                                         os possíveis arranjos que configuram a família
                                                                                                                 contemporânea, porém, sem perder de vista o
                            PÁG 05                                                                               modelo natural e tradicional que representa
                                                                                                                 a família brasileira. Também no âmbito jurídi-
Terra e Lua em rota de colisão?                                                                                  co, muitas conquistas foram alcançadas. Se os
                            PÁG 06                                                                               protagonistas e a descendência ficarem felizes,
                                                                                                                 respeitamos todas elas.
Esgoto nos rios: um problema                                    Basta resgatar a história das grandes civiliza-  Atenção! Não se pode ignorar a presença da
de saúde pública                                                ções e do Brasil para ver que as primeiras ci-   televisão nos milhares de lares e na cabeça
                        PÁG 08/09                               dades e povoados surgiram ao lado de um rio.     de milhões de brasileiros despertando uma
                                                                Tanto no mundo como no Brasil. Aqui, desde o     influência inegável, e uma atração irresistível.
Febre Amarela: a culpa                                          descobrimento as entradas e os Bandeirantes      O que não se admite é a falta de amor, de res-
é do macaco?                                                    faziam suas expedições pelos cursos dos rios.    peito e o despejar de conteúdos massificantes
                        PÁG 30                                  Não é a toa que cada Rio tem sua história e faz  nocivos e midiáticos em busca de ibope, audi-
                                                                parte dela. Suas aguas matam nossa sede e são    ência e visibilidade a qualquer custo. Não va-
EXPEDIENTE                                                      imprescindíveis para o conforto, a higiene, o    mos aceitar a manipulação invasiva de nossas
                                                                lazer e à nossa saúde. Mas a nossa contraparti-  crianças e adolescentes para tornarem-se não
Pardo Vivo é uma publicação da Editora BXP & Rotta Ltda         da tem sido injusta e burra com os nossos rios.  apenas expectadores, mas também repetido-
Rua Riachuelo,, 732 – sala 2- Centro Mococa/Sp Cep 13730-070    Devolvemos os benefícios com poluição, lixo,     res de seus conceitos e personagens negativos
                                                                esgoto, desmatamento-das matas ciliares-,        ditando sobre o seu modo de ser, de falar, de
     (19) 9 92 08 51 50 / (19) 9.9241-7374                      agrotóxicos, morte dos peixes e das nascentes,   agir, de comportar, de vestir, de sentir, de vi-
                                                                drenagem dos córregos e o assassinato literal    ver e conviver. Estão exagerando na dose! O
Editor: Jair Rotta                                              de muitos deles. Confira o ranking da poluição   mesmo cuidado para as redes sociais. Não são
Assistente Geral: Gabriel Rotta                                 dos nossos rios. Como amostra, os péssimos       suas finalidades mais deformar do que formar,
E-mail: pardovivo@yahoo.com.br                                  exemplos das monoculturas de laranja e cana      pois corremos o risco de nossos descenden-
WWW.PARDOVIVO.COM.BR                                            e da empresa Mococa S/A, que ao que pare-        tes serem manipulados e tornarem-se meros
                                                                ce só interessa pelo nome e tradição de nos-     repetidores de seus programas e conceitos
     facebook.com/revistapardovivo/                             sa vaquinha, e nem “tchuns” para a cidade. O     negativos a se entregar à passividade, pregui-
                                                                Bairro Morro Azul tem sérios problemas com       ça, vícios e alienação; de trilhar caminhos sem
Diagramação: Rodrigo Ferreira                                   o esgoto da fábrica. O trânsito de caminhões     volta e solução. O que se deseja é a formação
     facebook.com/designdaroca/                                 fica insuportável na sua unidade no centro de    do telespectador crítico e participação zapzap,
                                                                Mococa! E o Rio Lambari foi motivo de denun-     face to face, positivista e responsável. Tecnolo-
(designdaroca@gmail.com)                                        cia ao Ministério Público, guardião do Meio      gias geradoras de vida nova para as gerações
                                                                Ambiente (Pag 08).                               futuras. Há um clamor unânime de que do jeito
Fale conosco: Envie sugestões, críticas ou colaboração para                                                      que está, não pode continuar. PLIM-PLIM!
pardovivo@yahoo.com.br                                                      EM PROTEÇÃO DA FAMÍLIA               Por fim, não abrimos mão da ideia de que a
                                                                Nessa edição 50, também comemorativa do          Escola e Família constituem dois contextos e
Os textos e opiniões são de responsabilidade de seus autores    natal e do novo ano 2018, que está surgindo      instituições de desenvolvimento fundamen-
 e não refletem necessariamente a opinião da revista.           e resplandecendo no horizonte, nosso foco é a    tais para a trajetória e desenvolvimento de
Proibida a reprodução parcial ou total sem autorização prévia.  família. Apresentamos uma resumida linha do      vida das pessoas. Pela sua importância e ne-
                                                                tempo da sua origem e evolução. Ainda da sua     cessidade, reconhecemos e valorizamos essa
PardoVIVOoutubro 04                                             importância inquestionável a todo ser huma-      tecnologia que se tornou precisa, ágil e global.
                                                                no. É nela que ele surge, é dela que ele parte.  Ela encurtou as distâncias, democratizou a
                                                                Entendemos ser importante trazer esse debate     informação, mas não deve ser usada a servi-
                                                                a se estender aos mais variados segmentos so-    ço da violência, da pornografia, pedofilia, do
                                                                                                                 consumismo, da deturpação dos verdadeiros
                                                                                                                 valores e, por consequência, da desintegração
                                                                                                                 da Família. Obrigado por preferir PARDOVIVO,
                                                                                                                 boa leitura. (JAIROTTA)
   1   2   3   4   5   6   7   8   9